O Segredo da Prosperidade: DAR


A Abundância é o fluxo de Luz do Espírito para a matéria. Qualquer energia discordante rompe este fluxo, porque se trata de uma corrente muito delicada de energia.

Outras energias que impedem o fluxo da abundância são: medo, dúvidas, ansiedade, consciência de pobreza, autocondenação, ingratidão, etc. O medo, através da mente subconsciente, prende a pessoa a vibrações inferiores, e atrai qualidades negativas que repelem a abundância.

A gratidão, quando expressada, simboliza o reconhecimento de que Deus é a fonte da abundância. Fica estabelecido o contato com Deus. Elevemo-nos ao Espírito, a fonte única da abundância. A ingratidão fecha a porta para esse mesmo fluxo.


A Libertação de Toda Limitação Financeira


O instrutor ou discípulo que pratique a atividade “EU SOU” com sentimento profundo e com sinceridade, não terá jamais que comercializá-la, já que o “EU SOU” converterá o praticante em um imã incrível da Opulência Divina.

Todo aquele que conscientemente diz “EU SOU a Onipresente e Ilimitada Opulência do Pai para meu uso”, ainda que a princípio não tenha plena compreensão, cedo ou tarde poderá comprovar a plena verdade e poder que essa afirmação encerra.

Eu sei que para o indivíduo o sustento é a primeira importância, porém na Terra o dinheiro é fugaz como as areias movediças, até que se aprenda a praticar a atividade “EU SOU” conscientemente. Comprovar-se-á, então, que a provisão é ilimitada, seja de dinheiro, amor, compreensão, Luz ou iluminação. Recebei, pois a convicção que vos estou irradiando para que a useis com inabalável consciência. Isto vos dará libertação de toda limitação financeira. (Saint Germain – Livro de Ouro)


Atraímos aquilo em que Pensamos


A lei de atração mental é uma das leis mais básicas do universo. Todos a usamos constantemente, quer estejamos conscientes dela ou não; na verdade, não temos como deixar de usá-la. A palavra atrair significa “magnetizar”. Somos um campo magnético de influência mental. Aquilo em que pensamos com freqüência é automaticamente magnetizado na nossa direção, ou atraído para nós. Atraímos aquilo em que pensamos.

Atraímos para a nossa mente, corpo, negócios e relacionamentos aquilo em que secretamente abrigamos – aquilo que amamos, aquilo que tememos ou odiamos. Atraímos nem tanto aquilo que queremos e sim aquilo que somos – de acordo com nossos pensamentos secretos.

Atraímos as situações para as quais damos grande importância e às quais dedicamos uma boa dose de tempo e consideração mental. Se concentrarmos os nossos pensamentos na injustiça, atrairemos injustiça. Se dermos demasiada importância às falhas e fracassos, atrairemos falhas e fracassos. Atraímos na nossa direção, igualmente, pessoas que pensam como nós.


O Significado da Prosperidade


A prosperidade não significa apenas dinheiro nos nossos bolsos e no banco. Ela corresponde a um sentimento de abundância; de que temos direito a uma vida abundante; de que somos filhos de um Pai rico que nos ama e deseja que tenhamos acesso a todas as suas dádivas. A prosperidade é felicidade, alegria, paz, fé, esperança, sabedoria e estar sintonizado com o fluxo do universo, assim como com uma saúde e uma abundância vibrantes.

Em João 16:15 lemos: “Tudo quanto o Pai tem é meu”. Podemos muito bem perguntar: “Se isto é verdade, então, por que não estou de posse de tudo isso?” A riqueza de Deus não significa dinheiro no banco e sim idéias divinas que recebemos da nossa Mente Crística, do nosso Santo Cristo Pessoal. Trata-se de uma responsabilidade nossa implementá-las e trazê-las à manifestação na oitava física. É desta forma que encontramos acesso à abundância do nosso Pai na medida em que aplicamos a ética do trabalho e o espírito empreendedor juntamente com a lei da vida abundante.

Um dos maiores obstáculos que nos afasta da nossa abundância divina é tão somente a simples negligência ou recusa em pedir . Jesus disse: “Até agora nada pedistes em meu nome; pedi, e recebereis, para que o vosso gozo se cumpra” (João 16:24). A abundância de Deus nos envolve por completo, mas nós somos aqueles que necessariamente têm que trazê-la à manifestação física.



Não é o que sabemos que conta, e sim o que fazemos.

(Mestre Lanto)


A Opulência Divina


Deus é o Doador, o Recebedor e o Dom, é o único Dono de toda a Inteligência, Substância, Energia e Opulência que existem no Universo.

Se os filhos de Deus aprendessem a dar, unicamente pelo prazer de dar, seja amor, dinheiro, serviço, ou o que quer que seja, a expressão externa não teria necessidade de nenhuma outra coisa. Seria impossível desejar algo mais.

O mal da humanidade, o que tem causado tanto egoísmo e condenação sem precedentes entre uma pessoa e outra, é a insistência na posse pessoal das maravilhosas bênçãos de Deus. Não há nada mais que um Amor atuando, uma Inteligência, Poder e Substância em cada indivíduo, e isso é Deus. O alerta que pode ser dado a cada estudante é: Eliminar o desejo de reclamar e apropriar-se do poder para si.

Se, em cada ato da personalidade se desse pleno crédito e poder a Deus unicamente, ocorreriam transformações incríveis naquele que, assim entregasse todo o crédito à Sua Divina Presença.

Raramente se tem conseguido compreender o suprimento e a busca deste suprimento. A oferta e a procura. Positivamente, há abundante suprimento, mas a procura tem que ser estipulada antes que a Lei do Universo lhe permita surgir para a expressão e uso do indivíduo.

O estudante, já que tem livre arbítrio, deve fazer o pedido ou a procura consciente e com plena determinação. Então, verá que o suprimento não poderá deixar de manifestar-se, não importa o que seja, desde que sempre o indivíduo mantenha uma consciência resoluta e sem fraquezas. A seguinte e simples afirmação, usada com sinceridade e determinação, trará ao discípulo tudo o que ele possa desejar:

“EU SOU a grande Opulência de Deus tornada visível para meu uso agora e para sempre”.

O elemento limitador, que tantos estudantes sentem, consiste no fato de que eles começam declarando a Verdade, quando usam, por exemplo, a afirmação acima; porém, antes que tenham passado muitas horas, ao analisarem-se conscientemente, encontrarão em seus sentimentos traços de dúvida ou temor. Estes dois sentimentos naturalmente neutralizam, em grande parte, a força construtora que realizaria o desejo ou o pedido.

Uma vez que o estudante possa dar-se conta de que todo bom desejo é Deus em ação, compreenderá o Amor sem limites, o Poder e a Inteligência que possui, e com os quais poderá alcançar qualquer desejo e propósito. (uma referência à chama trina, ancorada em nosso coração).

Com esta simples compreensão, a palavra fracasso seria completamente apagada de seu mundo e, em pouco tempo, sua consciência veria que está manejando uma inteligência e um poder que não podem fracassar. Assim, estudantes e indivíduos entrariam em pleno domínio de acordo com a intenção de Deus.

É propósito de Nosso Grande Pai, que é todo Amor e Sabedoria, que nada falte a nenhum de seus filhos; mas eles permitem que sua atenção se fixe na aparência externa, a qual é como a instável areia do deserto. Desta maneira eles, conscientes ou inconscientemente, se separam da Grande Inteligência e Opulência.

Esta Grande Opulência é a herança da qual todo mundo pode dispor, sempre que se volte novamente para o “EU SOU”, o Princípio Ativo de Deus eternamente dentro de nós mesmos, a única Fonte de Vida Ativa, de Inteligência e Opulência.



EU SOU A RESSURREIÇÃO E A VIDA DAS MINHAS FINANÇAS.

Algumas Qualidades para o Sucesso na Vida


•  Ter um objetivo principal definido

•  Fazer uma aliança mental com a Inteligência Superior

•  Ter confiança em si mesmo

•  Fazer mais do que a obrigação

•  Ter uma personalidade magnética e atraente

•  Ter iniciativa e liderança

•  Manter uma atitude mental positiva, ser tolerante

•  Entusiasmo

•  Autocontrole

•  Pensar de forma clara, definida e com exatidão

•  Concentração

•  Cooperação, trabalho em equipe

•  Aprender com os erros

•  Poder da imaginação

•  Gozar de boa saúde

•  Economizar tempo e dinheiro

Viver de acordo com a Regra de Ouro de Jesus:
“Fazer aos outros como gostaria que fizessem a você!”