SÍMBOLOS ESOTÉRICOS 

Símbolo é todo objeto físico que tem uma representação abstrata e que tem valor evocativo, mágico ou místico. Só conseguimos o domínio de qualquer estudo se aprendemos a ler os significados de seus símbolos.

Por trás dos símbolos esotéricos estão ocultos os ensinamentos das grandes verdades.

Cada símbolo tem o seu significado e representa alguma coisa. Como exemplo, podemos citar a Cruz - símbolo do Cristianismo, a balança – símbolo da justiça, o sol – símbolo de poder, e muitos outros.

A seguir, alguns símbolos e seus significados:

A árvore da vida

Símbolo da Cabala representando criação e existência.

AUM

É uma sílaba constituída por três letras: A, U e M, e pronuncia-se OM. AUM é o símbolo universal do Yoga e do Hinduísmo. É a semente de todos os Mantras e de toda a Consciência. Nesta sílaba, 'A' representa o Criador, a Criação, o Fogo, a Ação, Brahma; 'U' representa o Conservador, o Sol, a Consciência, Vishnu; 'M' representa o Destruidor, o Vento, a Vontade, Shiva. Ela reúne os três grandes poderes-divindades do panteão brahmânico. É o mais poderoso de todos os mantras. Quando se escreve o AUM em caracteres sânscritos (devanagri), ele se torna um símbolo gráfico e é denominado Yantra.

Bogha Bride
(Cruz Solar)

Símbolo que representa os ciclos de nascimento, vida e morte da Deusa, usado por inúmeras culturas pagãs.

Círculo

Símbolo universal do infinito, do universo. Pode representar o Tudo ou o Nada, dependendo da interpretação. Também é conhecido como o "olho fechado de Deus". Ele pode conter a criação, a fertilidade e a origem da vida. Um símbolo universal de unidade, totalidade, infinito, representando a Deusa e o poder Feminino. Para as religiões centradas na Terra é um símbolo que representa o Sagrado Feminino, a Mãe Terra e o Espaço Sagrado.

Círculo com Cruz

Símbolo do momento da criação, quando o princípio masculino impregna o feminino.

Círculo Dividido

O círculo dividido por uma reta horizontal representa a primeira divisão do Princípio Divino em duas polaridades opostas e complementares - uma masculina e outra feminina, uma ativa e outra passiva. Uma das crenças mais difundidas apresenta o mundo como nascendo de um ovo cósmico que, separando-se em dois, origina.

Círculo com Quadrado

Representa o princípio material ou quaternário dentro da totalidade.

Círculo com Triângulo

Simboliza o ternário Divino, ou princípio espiritual, dentro da totalidade.

Cruz

Formada pela intersecção de dois segmentos retos, um vertical e o outro horizontal, a cruz representa o quaternário espiritual e neutro. O Princípio Divino e a Terra estão combinados em harmonia. A cruz representa os 4 elementos, terra, ar, fogo e água.

Cruz com Laço no Topo

Também conhecida como "Cruz Ansata", é um antigo símbolo egípcio que simboliza a vida, o conhecimento cósmico, o intercurso sexual e o renascimento. É usada por vários bruxos contemporâneos em encantamentos e rituais que envolvam saúde, fertilidade e adivinhação.

Cruz de Nero

É uma cruz de cabeça para baixo, também chamada de "pé-de-galinha". Na década de 60 foi usada pelos hippies; também foi símbolo de ecologia no mundo, pois representa uma árvore de cabeça para baixo.

Estrela de Cinco Pontas

Também chamada de pentagrama, a estrela de cinco pontas, feita com apenas um traço, é símbolo de rica significação, a qual tem sido mudada no decorrer da História. Considera-se, em geral, que ela represente os cinco sentidos com os quais o homem se comunica com o mundo. Pode representar também o próprio homem ideal unificado, onde cada uma das pontas representa a cabeça e os quatro membros do corpo humano.

Estrela de cinco pontas
(circunscrita num círculo)

O Pentragrama representa os cinco elementos, Terra, Ar, Fogo, Água e o Espírito. É um dos símbolos pagãos mais poderosos e mais populares entre os Bruxos e Magos Cerimoniais. O pentagrama circunscrito no círculo representa os quatro antigos e místicos elementos: fogo, água, ar e terra, superados pelo espírito. Em Wicca o símbolo do pentagrama é geralmente desenhado com a ponta para cima a fim de simbolizar as aspirações espirituais humanas. Um pentagrama voltado com duas pontas para cima é um símbolo do Deus Cornífero.

Estrela de Seis Pontas

Também chamada "Estrela de Davi". As duas naturezas, a masculina e a feminina, se interpenetram e se harmonizam, formando uma figura inteiramente nova. Mas, apesar da interação perfeita, ambos os princípios originais conservam sua individualidade. A estrela de seis pontas é considerada, por isso, também um símbolo do matrimônio perfeito. Simboliza os processos de involução e evolução. O triângulo que aponta para baixo representa a involução da energia divina que desce às formas mais boçais, ao passo que o triângulo voltado para cima indica a ascensão dos seres que tendem a se divinizar cada vez mais.

Estrela de seis pontas
(circunscrita num círculo)

É usada pelo movimento Nova Era como símbolo da unificação da humanidade com as forças cósmicas.

Estrela de sete pontas

Septograma - É o símbolo da síntese, e do poder místico. O número sete é um número integrador, o qual representa a ordem hierárquica do pensamento místico clássico: Há sete esferas planetárias regidas pelos sete planetas da astrologia clássica, sete cores do Arco-íris, sete chakras, sete dias da semana e sete notas musicais distintas em uma escala diatônica.

Estrela de oito pontas

Octograma - um símbolo de plenitude e regeneração. É ligado a sistemas de oito pontas tal como trigramas do I Ching, a roda pagã do ano e o "Ogdoad" do Egito antigo.

Estrela de nove pontas

Nonograma - simboliza os nove frutos do Espírito listados na epístola aos Gálatas. Esta estrela geralmente aparece com as iniciais em Latim de cada fruto, uma letra em cada ponta (charitas, gaudium, pax, longanimitas, benignitas, bonitus, fides, mansuetudo and continentia). Gl. 5.22

Estrela de doze pontas

A estrela de doze pontas pode ser usada para representar as doze tribos de Israel ou os doze apóstolos. Esta estrela também pode ser usada na Epifania, que vem logo após os doze dias do período do Natal. Na epifania a igreja celebra a manifestação de Cristo como Filho de Deus.

Estrelas com o sol e a lua

Doze estrelas circundando o sol e a lua representam Jacó, suas mulheres e seus doze filhos. Jacó veio a ser o pai das doze tribos de Israel.

Fita entrelaçada Sem Fim

Significa a vida entrelaçada, onde há sempre uma continuidade em outras encarnações. Também é usada para fortalecer o pacto entre pessoas e organizações.

Lemniscate

Lemniscate , ou "oito deitado" representa o infinito, eternidade e potencial divino.

Lua e Estrela

Simboliza poder para transportar através do cosmos.

Olho de Hórus

O Olho de Hórus (wedjat) é um poderoso símbolo do antigo Egito usado para atrair saúde, prosperidade e sabedoria. É usado na feitiçaria moderna. Representa o olho divino do Deus Hórus, as energias solar e lunar, e freqüentemente é usado para simbolizar a proteção espiritual e também o poder clarividente do Terceiro Olho. Representa a vitória sobre as batalhas, usado para afastar o mal.

OM

Símbolo hindu o "Deus Maior" representa conhecimento espiritual. Muitas tradições utilizam este símbolo para meditação.

O Ponto

Simboliza a Origem, a Divindade, o Princípio da Criação, a primeira emanação de Deus.

Pentalfa

É um desenho mágico formado pela interseção de cinco letras A. Imagem altamente potente que não possui princípio e nem fim, é usado por muitos bruxos e neopagãos como símbolo sagrado de "ioni", da energia mágica, da proteção, do infinito, da perfeição e da renovação constante.

Quadrado

Símbolo da matéria e da passividade. Cada um dos seus lados representa um dos elementos da natureza: água, fogo, ar e terra. Também pode representar os quatro pilares da sabedoria humana: Ciência, Arte, Filosofia e Religião.

Suástica

É um antigo símbolo religioso formado pela cruz grega com braços em ângulos retos. Sua origem é do sânscrito svastika, que significa “ser afortunado”. Antes de ter sido adotada pelo nazismo, a suástica era um símbolo sagrado de boa sorte e de saúde na Europa pré-cristã e em muitas outras culturas pagãs em todo mundo, incluindo as orientais, egípcias e tribais das Américas.

Traço Horizontal

Simboliza o princípio passivo ou estático, feminino. Representa também o plano da Terra, onde a vida flui e tudo se move no mesmo plano.

Traço Vertical

Simboliza o princípio ativo ou dinâmico, masculino e positivo. Traçado de cima para baixo representa o poder do espírito no ato de penetrar na matéria; no sentido inverso, representa o anseio do espírito, já integrado na matéria, de liberar-se e voltar à Origem.

Triângulo Equilátero

A natureza tríplice de Deus (criação-conservação-destruição). Simboliza os ternários ou tríades sagradas, conceito comum à maioria das religiões (exemplo: a tríade hindu Brahma-Shiva-Vishnu, ou a tríade taoísta Ying-Yang-Tao). O triângulo eqüilátero é de natureza neutra, representando o perfeito equilíbrio entre os três aspectos da Divindade.

Triângulo Isósceles Positivo

O triângulo com dois lados iguais e o ápice voltado para cima simboliza o ternário masculino, evolutivo. Representa o anseio do espírito em se libertar da matéria.

Triângulo Isósceles Negativo

Esse mesmo triângulo, com o ápice para baixo, representa o ternário feminino, o processo de involução. Representa a Mãe, o feminino. Ou seja, o princípio espiritual penetrando e vivificando a matéria. A faculdade geradora e reprodutora, a expansão visível de Deus no espaço e no tempo.

TRISKELIUM
(ou triskle)

É um símbolo celta que representa as tríades da vida em eterno movimento e equilíbrio (nascimento, vida e morte - corpo, mente e espírito - céu, mar e terra). Também é um símbolo de proteção.

Yin-Yang

É um símbolo que representa a interação entre as duas energias que juntas são o fundamento da "totalidade".  Representa o equilíbrio entre as forças contrárias: negativo e positivo, bem e mal, preto e branco. Representa o limiar entre os opostos, como se um estivesse contido no outro, em eterno movimento, pois as forças opostas são parte da mesma perspectiva divina.