• .

Decifrando a rotulagem dos alimentos

Atualizado: Jul 28

No último post do blog falamos sobre o Guia Alimentar para a população Brasileira e suas orientações para termos uma alimentação mais saudável. Uma das principais mensagens que fica é: descasque mais e desembale menos! Ou seja, o Guia recomenda aumentar o consumo de alimentos in natura e alimentos minimamente processados, fazendo destes a base da nossa alimentação, e evitar alimentos ultraprocessados.

No entanto, a grande quantidade existente de produtos, marcas, rótulos apelativo e coloridos, com frases “rico em...”, “fortificado com...”, “zero...”, “sem...” podem confundir e muito o consumidor, sendo extremamente comum ouvirmos de pacientes que se sentem perdidos em meio a tantas opções, e incapazes de fazer a melhor escolha.

De fato, boa parte dos alimentos embalados são ultraprocessados, mas isso não é uma regra e entender a rotulagem dos alimentos é fundamental para que tenhamos autonomia e protagonismo nas nossas escolhas alimentares. Vamos decifrar juntos?

O que é e para que serve a rotulagem dos alimentos?

A rotulagem dos alimentos são todas as informações presentes na embalagem do alimento e serve para a indústria comunicar ao consumidor sobre o produto.

Quem determina quais informações têm que estar descritas na rotulagem?

No Brasil, o órgão que estabelece quais informações devem estar presentes na rotulagem dos alimentos é a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a ANVISA, com o objetivo de garantir a qualidade do produto e a saúde da população.

Quais informações têm que estar presente na rotulagem dos alimentos?

É obrigatório constar a lista de ingredientes, a origem do produto, o prazo de validade, o conteúdo líquido (que é a quantidade total de produto na embalagem), lote e tabela nutricional.

Certamente todas essas informações são muito importantes, mas hoje vamos dar enfoque à lista de ingredientes e tabela nutricional, dois elementos que geralmente se encontram no verso da embalagem e que trazem as principais informações que irão nos auxiliar a fazer escolhas alimentares mais saudáveis.

LISTA DE INGREDIENTES

Essa lista traz os ingredientes que compõem o produto, e deve ser organizada em ordem do ingrediente em maior quantidade, para o em menor quantidade. Em alimentos ultraprocessados, essa lista é longa, com vários nomes que muitas vezes sequer conseguimos pronunciar, ou saber para que servem. Estes nomes complicados, em geral, são aditivos alimentares, ou seja, ingredientes adicionados intencionalmente pela indústria com o objetivo de modificar características físicas, químicas, biológicas ou sensoriais dos alimentos.

Os aditivos alimentares impactam negativamente na nossa saúde ao interferir nos nossos sinais internos de fome e saciedade, na nossa microbiota intestinal e no bom funcionamento do nosso metabolismo. Por isso, o nosso Guia Alimentar recomenda evitar alimentos com lista muito grande de ingredientes (geralmente, mais de 4 ingredientes), que na maioria das vezes, se enquadram na categoria de ultraprocessados.

TABELA NUTRICIONAL

A tabela nutricional traz as principais características nutricionais do alimento e tem por objetivo auxiliar o consumidor a realizar escolhas alimentares mais saudáveis. No entanto, precisamos entender o que significa aquele monte de informação. Vamos destrinchar os elementos que a compõem essa tabela?


Porção

É o primeiro elemento da informação nutricional e indica a quantidade média do alimento que pode ser consumida por uma pessoa sadia. Ela é descrita em gramas ou mililitros e também em medida caseira e, em geral, se refere a uma parte do conteúdo total da embalagem. Por exemplo, um pacote de biscoito pode ter 20 unidades, mas sua porção é menor, por exemplo 6 unidades.

Uma coisa super importante de se destacar é que todo o restante da informação nutricional descrita na tabela se refere a esta porção e não ao conteúdo inteiro da embalagem. Além disso, não existe consenso e padronização a respeito das porções dos alimentos. Um pacote de biscoito pode informar por exemplo, que sua porção são de 4 unidades, já outro pacote, pode informar que são 10 unidades.

Valor energético e nutrientes

Abaixo da porção, encontra-se uma lista com o valor energético e os nutrientes que compõem o produto, suas quantidades e seu percentual de valores diários (% VD). Para conseguirmos entender o que essa parte pode nos informar, precisamos entender o que são cada um destes nutrientes e entender o que é o % VD:

Valor energético - é a quantidade de energia que o nosso corpo consegue produzir a partir das reações metabólicas dos carboidratos, proteínas e gorduras presentes naquele alimento.

Carboidratos - têm como principal função fornecer energia para o nosso corpo. São encontrados em maior quantidade em massas, arroz, açúcar, pães, biscoitos, doces e tubérculos (batata, inhame, aipim, etc).

Proteínas - são necessários à construção e manutenção dos tecidos e células do organismo e também podem fornecer energia. São encontradas nas carnes, ovos, leites, derivados e leguminosas (feijões, ervilha, lentilha, soja, etc).

Gorduras totais - fornecem energia e ajudam na absorção das vitaminas A, D, E e K. São chamadas gorduras totais pois compreendem a soma das gorduras saturadas, trans, monoinsaturadas e polinsaturadas presentes no alimento.

Gorduras saturadas: estão presentes em alimentos de origem animal e fontes vegetais como o óleo de coco e de palma.

Gorduras trans: são gorduras vegetais hidrogenadas, encontradas em alimentos ultraprocessados como as margarinas, cremes vegetais, biscoitos e sorvetes

Gorduras monoinsaturadas: estão presentes no azeite, abacate, óleo de canola, amendoim e amêndoas.

Gorduras poliinsaturadas: encontradas em óleos vegetais (soja, milho, girassol), óleo de peixe e peixes em geral.

Fibras alimentares - são carboidratos que não conseguimos digerir, porém auxiliam no bom funcionamento intestinal, além de darem maior sensação de saciedade. Estão presentes em diversos alimentos de origem vegetal, como frutas, hortaliças, feijões e alimentos integrais.

Sódio - é um nutriente importante para o bom funcionamento do nosso organismo e que está presente no sal de cozinha, e em presente em altas concentrações em produtos ultraprocessados, como os salgadinhos, molhos prontos e embutidos.

Percentual de valores diários (%VD) - é um número em percentual que indica o quanto o produto em questão apresenta de energia e nutrientes em relação a uma dieta de 2000 calorias. Em relação a estes valores, precisamos nos atentar que um alto %VD indica que o produto apresenta alto teor de determinado nutriente, e um baixo %VD indica que o produto tem um baixo teor de determinado nutriente.

Para ter uma alimentação mais saudável dê preferência a:

• Produtos com baixo %VD para gorduras saturadas, gorduras trans e sódio;

• Produtos com alto %VD para as fibras alimentares.

Difícil ler um rótulo, né??? Por isso é importante descascar mais e desembalar menos!

APLICATIVO DESROTULANDO

Construído com base no Guia Alimentar para a População Brasileira e com o intuito de auxiliar as pessoas a encontrarem produtos menos processados e com menores quantidades de ingredientes, um empresário e uma nutricionista desenvolveram o app desrotulando, um aplicativo com versão paga e gratuita que funciona como uma biblioteca colaborativa de rótulos de alimentos.

Para consultar, basta escanear a embalagem do alimento e ao mesmo será atribuída uma nota de 0 a 100 de acordo com o grau de processamento do alimento: quanto maior o processamento, mais próximo de zero é a nota, bem como quanto maior a quantidade de aditivos.

Iniciativas como esta são muito importantes por tornar mais acessível as informações que muitas vezes são complicadas ou até mesmo mal realizadas e que acabam por confundir o consumidor.

Referências

http://portal.anvisa.gov.br/rotulagem-de-alimentos

http://portal.anvisa.gov.br/documents/33916/396679/manual_consumidor.pdf/e31144d3-0207-4a37-9b3b-e4638d48934b

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/svs1/1997/prt0540_27_10_1997.html







9 visualizações

Atendimentos em

Brasília - DF

Rio de Janeiro - RJ

Os atendimentos estão sendo online em virtude da pandemia

Redes sociais

  • insta
  • Sem Título-1