O que é metabolismo?

Atualizado: Jun 24

É muito comum, seja por meio de redes sociais, de revistas, da televisão ou até de certos profissionais, escutarmos sobre o efeito de um alimento ou de uma dieta no nosso metabolismo, podendo acelerar ou até reduzi-lo. Mas eis a questão, você sabe o que é metabolismo?

Metabolismo é o conjunto de reações bioquímicas que ocorrem no nosso organismo para transformar nutrientes que adquirimos por meio da alimentação (carboidratos, proteínas e gorduras) em energia para as nossas células realizarem suas funções. As reações metabólicas acontecem a todo o tempo e são responsáveis por manter o nosso organismo funcionando adequadamente, sendo essenciais para a vida.


Então suponhamos que a gente coma uma barrinha de chocolate: os nutrientes presentes neste chocolate (carboidratos, proteínas e gordura) são quebrados em componentes menores (glicose, aminoácidos e ácidos graxos, respectivamente), que são absorvidos pelo nosso intestino e são distribuídos para as nossas células. Nas células, esses compostos menores sofrem reações que liberam energia, que poderá ser usada por nosso corpo para suas funções vitais (respiração, circulação sanguínea, contração muscular, etc) e todas as demais atividades que realizamos (como andar, se levantar, comer, fazer esportes, praticar hobbies, etc).


Caso o organismo não esteja precisando de energia naquele momento, ele irá armazenar estes nutrientes para gerar energia no futuro. Então, parte desses nutrientes é convertido em glicose e armazenado no músculo ou fígado e, o que não cabe ali, uma vez que estas reservas são limitadas, é convertido em gordura para ser armazenado junto com os ácidos graxos no nosso tecido adiposo.


Aí você deve estar se perguntando:

- E a proteína? Se eu comer além do que o meu corpo precisa, o excesso é armazenado no músculo, né?

E a resposta é:

- NÃO! O nosso organismo não tem reserva de proteína. O que não usamos da proteína, excretamos no nosso xixi e dependendo da quantidade, podem até sobrecarregar os nossos rins.



Nosso metabolismo é afetado por uma série de variáveis, tais como:


Idade - quanto mais velhos ficamos, menor tende a ser o nosso metabolismo.


Composição corporal - o tecido muscular gasta mais energia do que o tecido adiposo, portanto, uma maior quantidade de músculos tornará o metabolismo mais rápido, enquanto uma maior quantidade de gordura tornará o metabolismo mais lento.


Sexo - homens naturalmente apresentam um metabolismo mais acelerado do que mulheres pois eles tem uma quantidade maior de massa muscular.


Nível de atividade física - quando nos exercitamos nosso metabolismo se torna mais rápido.


Alimentação - existem alguns alimentos, conhecidos como termogênicos, que podem acelerar o metabolismo, porém seu efeito é pouco significativo quando comparado às demais variáveis descritas acima, à composição da alimentação e ao comportamento alimentar.


Em relação à composição da alimentação, o consumo de frutas, legumes, verduras e alimentos pouco processados, devido ao teor de fibras, favorece o metabolismo, influenciando na velocidade de digestão e absorção de nutrientes, além de garantir um aporte adequado de vitaminas e minerais, que são fundamentais para que as reações metabólicas ocorram.


Em contrapartida, uma alimentação rica em alimentos ultraprocessados irá torná-lo mais lento, uma vez que estes alimentos são ricos em ingredientes refinados, com alto teor de carboidratos, gorduras e sódio, dentre outras substâncias (aditivos alimentares), que interferem no bom funcionamento do organismo, afetando inclusive, a nossa percepção de fome e saciedade.


Quanto ao comportamento alimentar, quando respeitamos os sinais internos de fome e saciedade, também favorecemos o nosso metabolismo, uma vez que ao realizar dietas restritivas, diminuímos o nosso metabolismo de repouso (mínimo de energia que o nosso organismo precisa para exercer suas funções vitais), além de o organismo tornar-se mais eficiente em armazenar gordura.

A influência que cada uma dessas variáveis exerce sobre o nosso metabolismo varia de uma pessoa para a outra, mas um fato a ser constatado é que DIETA NÃO FUNCIONA, na verdade ela só atrapalha…


Pensamentos como “Será que no restaurante que a turma vai sair vai ter alguma coisa que eu posso comer?”, “E se eu comer esse brigadeiro de sobremesa, a noite como salada para compensar…”, dentre outros, tornam-se corriqueiros e a alimentação passa a ser dividida entre alimentos permitidos e alimentos proibidos. Pouco a pouco, é frequente que a vida gire em torno da alimentação e parece que só podemos nos alimentar para saciar a fome física, quando na verdade, as vezes também comemos simplesmente porque está gostoso ou porque lembra a comida da casa da vovó.


Pensando nessas variáveis que influenciam o metabolismo, de fato podemos fazer algumas coisas para melhorá-lo, incluindo fazer mudanças na nossa alimentação, fazer atividade física regularmente e se certificar de que os hormônios que regulam essas reações metabólicas estão funcionando corretamente. Desta forma estaremos garantindo um ambiente favorável ao bom funcionamento do nosso organismo.

No entanto, lembre-se de pensar um pouco além.. Como já discutimos com vocês anteriormente, o nosso comportamento alimentar e a forma com que nos relacionamos com o nosso corpo vai muito além do biológico, dos nutrientes da dieta, do nível de atividade física, idade, sexo e da composição corporal. Para melhorarmos alguns aspectos de nossa alimentação, objetivando a saúde e a qualidade de vida, necessitamos primeiramente entender o momento em que a gente se encontra e os sentimentos e motivações decorrentes de tal mudança, o quão bem essas mudanças poderão nos fazer no momento da vida em que nos encontramos, o quão viável é aquilo a que nos propomos, desmistificar a mentalidade de dieta, comer de forma intuitiva e respeitarmos os sinais de fome e saciedade. Incorporando estes aspectos psíquicos e sociais, poderemos enfim, cuidar da nossa saúde e de nós mesmos de uma forma integral.


Créditos:

Imagem por: Freepik

0 visualização

Atendimentos em

Brasília - DF

Rio de Janeiro - RJ

Redes sociais

  • insta
  • Sem Título-1